Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Servidores de Franco da Rocha (SP) conquistam 15,03% de reajuste salarial

Desde 2021, os servidores de Franco da Rocha (SP), juntamente com o Sindserv, estão em negociação pelo reajuste salarial.

Escrito por: Thiago Marinho • Publicado em: 04/04/2022 - 14:19 Escrito por: Thiago Marinho Publicado em: 04/04/2022 - 14:19

Divulgação O reajuste visa equiparar em âmbito municipal os altos índices de inflação.

Desde 2021, os servidores de Franco da Rocha (SP), juntamente com o Sindicato dos Servidores Publicos Municipais e Autarquicos de Franco da Rocha (Sindserv), estão em negociação para o reajuste salarial e conseguiram o percentual de 15,03%.

O reajuste visa equiparar em âmbito municipal os altos índices de inflação que tem, acirradamente, aumentado o custo de vida da população brasileira, em virtude de uma péssima política econômica da Presidência da República, que não leva em conta a justiça social.

“O reajuste é uma vitória para todos os servidores. O percentual de 15,03% corrige, para mais, os índices inflacionários de 2020 e 2021. Seguimos juntos na luta pela valorização dos servidores municipais de todo o Brasil”, ressaltou Célio Vieira, secretário de Comunicação e Imprensa da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT).

“Nosso compromisso para 2023 é a correção do índice de 10% dos dissídios acumulados 2013 a 2017. Esta entidade luta pela valorização e pelos direitos do funcionalismo público municipal”, finalizou Tatiane Aparecida, presidenta do Sindserv.

Título: Servidores de Franco da Rocha (SP) conquistam 15,03% de reajuste salarial, Conteúdo: Desde 2021, os servidores de Franco da Rocha (SP), juntamente com o Sindicato dos Servidores Publicos Municipais e Autarquicos de Franco da Rocha (Sindserv), estão em negociação para o reajuste salarial e conseguiram o percentual de 15,03%. O reajuste visa equiparar em âmbito municipal os altos índices de inflação que tem, acirradamente, aumentado o custo de vida da população brasileira, em virtude de uma péssima política econômica da Presidência da República, que não leva em conta a justiça social. “O reajuste é uma vitória para todos os servidores. O percentual de 15,03% corrige, para mais, os índices inflacionários de 2020 e 2021. Seguimos juntos na luta pela valorização dos servidores municipais de todo o Brasil”, ressaltou Célio Vieira, secretário de Comunicação e Imprensa da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT). “Nosso compromisso para 2023 é a correção do índice de 10% dos dissídios acumulados 2013 a 2017. Esta entidade luta pela valorização e pelos direitos do funcionalismo público municipal”, finalizou Tatiane Aparecida, presidenta do Sindserv.



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.