Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Confetam/CUT repudia extinção da mesa permanente de negociação do SUS

CONDSEF/FENADSEF, CNTSS, FASUBRA, FENAFAR e FENASPS também subscreveram, na última sexta-feira (31), a nota de repúdio conjunta.

Escrito por: Divulgação • Publicado em: 03/06/2019 - 16:24 • Última modificação: 03/06/2019 - 16:30 Escrito por: Divulgação Publicado em: 03/06/2019 - 16:24 Última modificação: 03/06/2019 - 16:30

. .

As entidades representativas dos trabalhadores e trabalhadoras do Sistema Único de Saúde vêm repudiar a decisão do Ministério da Saúde de extinguir a Mesa Nacional de Negociação Permanente do Sistema Único de Saúde (MNNP-SUS), criada por resolução do Conselho Nacional de Saúde (CNS) em 1993, tendo seu funcionamento retomado em 2003, e referendada em todos os governos democraticamente eleitos pelo povo.

Este ataque que extinguiu este importante espaço de negociação das pautas dos/as trabalhadores/as, das diversas categorias profissionais que trabalham nas unidades de saúde em todo o país, com certeza vai agravar as precárias condições de atendimento à população.

Esta decisão unilateral, sem qualquer mediação com Estados e Municípios, bem como sem comunicação prévia às entidades, confirma a postura autoritária deste governo, que não cumpre os acordos de greve e vem tomando medidas para retirar direitos e conquistas dos/as trabalhadores/as.

Nas ruas, na luta, vamos resgatar a dignidade dos/as trabalhadores/as, que apesar do descaso do poder público, são os responsáveis e a garantia de prestação de bons serviços à população.

Vamos continuar firmes na luta em defesa da Saúde Pública, que é um direito do cidadão e dever do Estado!

Contra o desmantelamento e destruição do SUS e em defesa dos direitos de todos/as os/as trabalhadores/as!

Brasília, 31 de maio de 2019

Assinam este documento:

CONDSEF/FENADSEF – CONFETAM – CNTSS – FASUBRA – FENAFAR – FENASPS

Título: Confetam/CUT repudia extinção da mesa permanente de negociação do SUS, Conteúdo: As entidades representativas dos trabalhadores e trabalhadoras do Sistema Único de Saúde vêm repudiar a decisão do Ministério da Saúde de extinguir a Mesa Nacional de Negociação Permanente do Sistema Único de Saúde (MNNP-SUS), criada por resolução do Conselho Nacional de Saúde (CNS) em 1993, tendo seu funcionamento retomado em 2003, e referendada em todos os governos democraticamente eleitos pelo povo. Este ataque que extinguiu este importante espaço de negociação das pautas dos/as trabalhadores/as, das diversas categorias profissionais que trabalham nas unidades de saúde em todo o país, com certeza vai agravar as precárias condições de atendimento à população. Esta decisão unilateral, sem qualquer mediação com Estados e Municípios, bem como sem comunicação prévia às entidades, confirma a postura autoritária deste governo, que não cumpre os acordos de greve e vem tomando medidas para retirar direitos e conquistas dos/as trabalhadores/as. Nas ruas, na luta, vamos resgatar a dignidade dos/as trabalhadores/as, que apesar do descaso do poder público, são os responsáveis e a garantia de prestação de bons serviços à população. Vamos continuar firmes na luta em defesa da Saúde Pública, que é um direito do cidadão e dever do Estado! Contra o desmantelamento e destruição do SUS e em defesa dos direitos de todos/as os/as trabalhadores/as! Brasília, 31 de maio de 2019 Assinam este documento: CONDSEF/FENADSEF – CONFETAM – CNTSS – FASUBRA – FENAFAR – FENASPS



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.